HERÁLDICA

A heráldica refere-se simultaneamente à ciência e à arte de descrever os brasões de armas ou escudos. As origens da heráldica remontam aos tempos em que era imperativo distinguir os participantes das batalhas e dos torneios, assim como descrever os serviços por eles prestados e que eram pintados nos seus escudos. No entanto, é importante notar que um brasão de armas é definido não visualmente, mas antes pela sua descrição escrita, a qual é dada numa linguagem própria – a linguagem heráldica.

A Constituição Federal em seu art. 13, § 2°, dispõe que os municípios podem ter símbolos próprios, que são definidos por lei orgânica local.

 

A heráldica é a ciência-arte que se ocupa na elaboração de brasões, bandeiras, emblemas, escudos, símbolos e congêneres.

 

Tem como objetivo expressar, por meio de brasões, bandeiras e outros, a história, os valores, os costumes, as crenças, o momento presente e as perspectivas de futuro de uma família, domínio, setor eclesiástico ou corporação.

 

Para isso se servem de cores, formas geométricas, desenhos e outros recursos. Todos esses recursos são usados de forma fundamentada e justificada. Nada em brasão ou bandeira é gratuito: tudo significa e tudo tem um sentido.

 

Profissional diplomado em Comunicação Visual pela Universidade do Estado de Minas Gerais, com especialização em Heráldica e Vexilologia e vasta experiência no trato com a comunicação e os símbolos oficiais brasileiros, oferecemos a seu município a oportunidade de normalizar/criar o símbolo máximo de seu município.

 

Elaboramos brasões como: Belo Horizonte, Betim, Pedro Leopoldo, Confins, Taiobeiras e criamos os brasões do município de Carangola, Ribeirão das Neves, a bandeira do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, dentre outros.

 

Tivemos excelentes experiências com estes municípios, onde, inicialmente, foi criado de uma comissão para tratar da concepção do novo brasão, fazendo levantamento dos elementos de mais importância do município e, em parceria conosco, foi elaborado o novo brasão.

 

O nosso trabalho é completo, iniciando-se com laudo em que o parlamentar/governante apresentará para a concepção do novo símbolo, assim como todo o memorial descritivo do símbolo. Finalizamos com protótipo do Projeto de Lei que institui o novo símbolo.

Todos os nossos trabalhos foram aprovados por UNANIMIDADE por todos os legislativos municipais, reforçando cada vez mais a qualidade, seriedade e eficiência em nossos trabalhos.

 

"

“Os símbolos municipais são as formas de representação mais expressivas da imagem das comunidades, e, consequentemente, das administrações que as dirigem."


O brasão de armas, assim como a bandeira e o selo municipais, são figuras simbólicas, insígnias que representam a identidade do município, a sua evolução política, administrativa e econômica, bem como os seus costumes, tradições, arte e religião”.

 

Prof. Wagner Costa

"

Heraldista Wagner Costa   2017

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • w-googleplus